Medidas de Redução de Energia

Medidas que podem reduzir a conta de energia elétrica em até 25%

Alteração de_Demanda_copiar

Em tempos de crise, algumas medidas podem gerar economia expressiva na conta de energia elétrica. Representando em média aproximadamente 1/3 do custo total de produção, a energia elétrica é uma despesa bastante significativa para a indústria.

O alto custo deste importante insumo, principalmente neste ano, deu-se devido a estiagem e a operação das usinas termelétricas para suprir a demanda de energia, até então produzida a menores custos pelas hidrelétricas.
Todos, aguardamos ansiosamente que findando-se o período seco, que vai de maio até novembro, as chuvas retornem para que os reservatórios possam recuperar seus níveis, principalmente os localizados na região sudeste, e consequentemente seja ainda mais reduzida a geração feita pelas termelétricas.

Enquanto isso não ocorre, algumas ações podem ser tomadas para que a indústria reduza o valor da conta, sem necessariamente reduzir o consumo; e até mesmo, caso a produção tenha tido redução, a indústria terá que tomar ações para enquadrar seu contratos de fornecimento com a concessionária de energia elétrica, para que não fique pagando por algo que efetivamente não esteja sendo usado.

Então quais as ações são necessárias?

Basicamente são duas as principais e dependentes ações de ajustes:
1) Enquadramento tarifário – No caso de redução de jornada de trabalho, eliminação de turno de trabalho e desligamento temporário de cargas instaladas. Atualmente as concessionárias tem como opção as tarifas horossazonais azul e verde, sendo que na tarifa azul, aplica-se preços diferenciados de demanda e consumo de energia elétrica para horários de ponta e fora de ponta e períodos úmido e seco; já na tarifa verde, aplica-se preço único de demanda independente das horas do dia e períodos do ano, e de preços diferenciados de consumo, de acordo com as horas do dia e os períodos do ano.

2) Adequação da Demanda (kW) contratada – Se faz necessária, uma vez que temos os períodos de horários de ponta, 17:30 as 20:30, e horários fora de ponta, o restante das 24 horas. Conforme o regime de trabalho e o sistema tarifário escolhido, após uma apurada análise realizada por um profissional especializado, defini-se a real demanda contratada. Não podemos também deixar de citar a questão do fator de potência, o qual deverá ficar acima de 0,92, para que não haja prejuízos com energia reativa excedente (kVarh).

Mais economia pode ser obtida com eficiência energética, destacando que boa parte delas geram também investimentos iniciais, e seus resultados podem vir a médio prazo.
Portanto, tomando-se algumas medidas comerciais a indústria já consegue ter bons resultados com a redução nas contas de energia elétrica.
Para maiores esclarecimentos, em reduzir sua conta de energia elétrica, entre em contato através do email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.